“Sonata ao Teu Ser”/”Sonata to Your Being “

Ao BardoDruida

“Sonata ao Teu Ser”

“Sonata ao Teu Ser”
“Quero…
Bordar a tua vida no pano da minha
Quero gravar a história do teu ser num grão de areia
Esculpir a tua alma em dentes-de-leão
Quero talhar o teu olhar na água do mar
Pintar a tua voz no ar que respiro
Quero imprimir o teu aroma numa pétala de um cravo
Esboçar o teu tacto na lava de um vulcão
Quero moldar o sabor do teu sorriso na copa das árvores
Recortar o som das tuas palavras no pó das estrelas
Quero tecer o teu contorno na luz da Lua
Entrançar o brilho da tua pele nos raios do Sol
Quero orquestrar a textura do teu cabelo numa pauta de seixos
Compor o teu silêncio numa sinfonia da cor do orvalho
Quero escrever a temperatura dos teus beijos na doçura de um fruto silvestre
Executar as tuas lágrimas uma valsa de pólenes
Quero fotografar a inquietude da tua paz numa película de nuvens
Projectar a calma do teu fulgor num aguaceiro
Quero colorir a melodia da tua respiração na gentileza das marés
Declamar a doçura da tua ausência na calma de uma fraga
Quero cantar a macieza da tua paixão na imensidão das asas de uma joaninha
Erguer a fragilidade da tua coragem num castelo de penas de pavão
Quero…”

“Sonata to Your Being “
“I want to …
Embroider your life on the cloth of mine
I want to write the story of your being in a grain of sand
Carve your soul on dandelions
I want to whittle your gaze in the sea water
Paint your voice in the air I breathe
I want to print your scent on a petal of a carnation
Outline your tact in lava from a volcano
I want to shape the taste of your smile in the treetops
Cut the sound of your words in the dust of the stars
I Want to weave your outline in the moonlight
Plat the glow of your skin in the sun’s rays
I want to orchestrate the texture of your hair in a musical score of jackstones
Compose your silence into a symphony of the color’s dew
I want to write the temperature of your kisses in the sweetness of a wild fruit
Play your tears on a waltz of pollens
I want to photograph the restlessness of your peace in a film of clouds
Project your glow’s calm on to a rainfall
I want to color the melody of your breath in the kindness of the tides
Declaim the sweetness of your absence in the calm of a cascade
I want to sing the softness of your passion in the immensity of the wings of a ladybug
Lift the weakness of your courage in a castle of peacock feathers
I want to …”

Anúncios

6 responses to ““Sonata ao Teu Ser”/”Sonata to Your Being “

  1. @Sue I’ll try! Thanks Sue!

    @João Lucas Obrigada!

    @ Beta Não tenho mais poesia.Não é a minha praia! Mas obrigada!

    @Carlos Obrigada!

    @Bardon Druida You’re welcome

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s