“A Solteirona Incompetente”

 

“A Solteirona Incompetente”

Lola defende acerrimamente a boa educação, aproveitando todas as oportunidades para lembrar que frequentou um dos melhores colégios da cidade. No entanto, não tem qualquer noção de como se comportar socialmente; fala num tom de voz muito elevado, faz comentários totalmente inconvenientes nas ocasiões mais inesperadas. Aprecia ter uma plateia, já que acredita que o seu “público” a admira quando, na realidade, ele se deleita com o ridículo a que ela se expõe.

Entende que actos como molhar o pão no molho do bife são exemplos perfeitos de má educação.

A mania da perseguição é uma constante da sua vida, mesmo nas situações comuns do dia-a-dia, como quando é multada por estacionar num lugar reservado a deficiente ou quando é objecto de uma fiscalização por parte das Finanças, o que sucede com alguma frequência dada a sua desonestidade para com as autoridades fiscais.

Os seus conceitos de poupança ultrapassam em muito o saudável: aproveita as peles de frango e os restos de batata para fazer empadão. No entanto, recusa-se a comprar roupa nas feiras ou nas lojas chinesas, pois acredita que estaria a descer de nível.

Mantém o mesmo carro há 11 anos e já gastou mais em reparações do que gastaria na compra de um novo, mas entende que assim poupa mais; sempre que o veículo vai a uma inspecção, Lola troca os pneus com os do carro da sua irmã; quando se vê obrigada a isso, compra pneus em segunda mão.

Viaja para o estrangeiro uma vez por ano, mas nunca visitou os arredores da cidade onde vive; quando viaja para o estrangeiro, escolhe sempre uma lowcost e os hotéis mais baratos, onde rouba os pãezinhos do pequeno-almoço que servirão para a alimentar ao longo do dia. Nos restantes dias de férias, atravanca-se com a família inteira numa casa alugada numa popular estância balnear no Sul.

Quando tem que oferecer uma prenda, compra uma bugiganga na loja chinesa ou oferece algo com o qual fora presenteada mas que não lhe agrada.

Anúncios

5 responses to ““A Solteirona Incompetente”

  1. Pingback: Castelodasandrix's Blog

    • De facto, tens material para muito mais Sandrix e até para outras histórias, de outras personagens, que dá pano para mangas… Queres uma sugestão? Que tal uns contos sobre a “Generala”, aquela que pensa que sabe tudo e que os outros não sabem nada,que são uns incompetentes, aquela que trata todos abaixo de cão e por aí fora… Bom trabalho!

      • pois a Solteirona é exactamente isso, mas mais do género peça de teatro/folhetim online. os meus “fãs” espanhóis da Solteirona gostam do modelo, por isso vou continuar assim! Obrigada!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s